Adufscar

Sindicato dos Docentes em Instituições Federais de Ensino Superior dos Municípios de São Carlos, Araras e Sorocaba

Publicado em 30.07.2017

XIII ENCONTRO NACIONAL DO PROIFES – FEDERAÇÃO: “O PROJETO UNIVERSIDADE SORELLA”

1501361198_aparecido2.jpg

No último dia (29) do XIII Encontro Nacional do PROIFES – Federação, coube ao Prof. Aparecido Junior de Menezes (UFSCar) apresentar o texto intitulado “Projeto Universidade Sorella”, cujo teor mais tarde viria a ser aprovado pelo plenário.

O objetivo principal do Projeto Universidade Sorella consiste na cooperação científica entre as universidades brasileiras de diferentes regiões do país, visando o intercâmbio de pesquisadores entre instituições cujos programas de pós-graduação estejam amplamente consolidados com aquelas nos quais os programas ainda são recentes ou inexistentes, principalmente em nível de doutorado.

Algumas localidades da região Nordeste e, principalmente o Norte do país, ainda crescem timidamente em termos de doutores, fato refletido quando da abedrtura de inúmeros concursos para docentes que são ocupados majoritariamente por mestre e graduados. Este fato dificulta substancialmente a expansão de capacidade de formação de recursos humanos e de atração de investimentos estratégicos para essas regiões, alimentando um ciclo de exclusão científica.

No texto de Aparecido Junior de Menezes é sublinhado que a troca de experiências entre os docentes/pesquisadores de instituições diversas do país promoverá um grande avanço nesse sentido. A consolidação dos cursos de pós-graduação existentes e a criação de novos programas em nível de doutorado representa, junto a outras iniciativas já direcionadas neste sentido, mais um esforço para a fixação de um maior número de doutores nessas regiões. O incentivo ao intercâmbio deverá ocorrer através da concessão de Bolsa Permanência para cada pesquisador envolvido, além do salário do qual já faz jus em suas instituições de origem. O valor da bolsa seria estipulado pelas agências nacionais de fomento – CAPES e CNPq.

O sucesso do projeto minimizaria a significativa assimetria verificada entre as regiões do país no que concerne à pesquisa científica e tecnológica e à pós-graduação, sendo que os prazos de permanência seriam de 1 a 2 anos.

Após a leitura deste texto e de sua defesa pelo autor, foi sugerido (e aprovado) que se discuta com profundidade a internacionalização das universidades, bem com o a internacionalização dos pós-graduandos, temas que deverão ser debatidos no GT Educação, por forma a potencializar a pesquisa nacional.

(Textos sugeridos: http://www.capes.gov.br/component/content/article/36-salaimprensa/noticias/8316-comissao-discute-situacao-da-pos-graduacao-na-regiao-norte / https://www.uinifesspa.edu.br/index.php/noticias/1096-carta-de-rio-branco-reitores-do-norte-apresentam-carta-de-propostas-ao-mec)